TRUMP: (SÓ) QUATRO ANOS


Não oito.

Esse é o consolo que têm 62 milhões de eleitores americanos que votaram contra Donald Trump. Os Estados Unidos são uma grande democracia, e seu sistema funciona perfeitamente. Mas está longe de ser o mais democrático.

Qualquer eleitor americano mais bem informado, seja ele um republicano liberal ou até um democrata socialista, sabe que Donald não ficará oito anos na Casa Branca. Sua política econômica e de segurança faz hoje eco nos ouvidos leigos assustados, mas sua prática levará internamente a um aumento gradativo de preços dos bens de consumo, gerando aos poucos nova crise e desemprego, e obviamente alimentando a futura insatisfação popular. O homem quer fazer economia por decreto, como tentaram Sarney no Brasil e Chavez na Venezuela.

Mas nada se pode alegar contra a eleição de Trump. Espionagem russa, recontagem, e outras desculpas servem apenas como choro de perdedor. Quem teria mais a reclamar, se perdesse, é justamente Trump, que teve contra si todo o poder da mídia comprometida com Wall Street. Na legislação americana, o tempo de divulgação de comícios que as televisões dão a um candidato é obrigatoriamente dado ao outro. E a grande mídia buscou negar ao republicano até esse espaço legal das imagens. Hillary aparecia em meio a multidões enquanto em Trump a imagem era fechada sem mostrar público. Isso sem mencionar que em todos os grandes jornais eram escolhidas fotos sempre benevolentes dela e também sempre ridículas dele.  Para os que pensam que a manipulação ocorre apenas no Brasil, vejam o vídeo abaixo, em que Trump grita com os câmeras que não querem mostrar o público de 31 mil pessoas de seu comício (e para mais, ponham “trump turn the camera” no youtube e verão muitos vídeos semelhantes, bem maiores e em diferentes comícios). 

video

Ou seja, a eleição americana foi absolutamente legítima, dentro das regras do jogo. E é aí que está o desvio democrático. Lá não são os eleitores que decidem a legislação. Eles elegem quem vai fazer as leis e quem vai governar. Como aqui. E seus candidatos cumprem as promessas. Diferente daqui. Ora, tudo o que Trump está fazendo foi prometido em campanha, tal como Obama o fez. Nem Duda Mendonça, do PT, nem Augusto Fonseca, do PSDB, podem ser marqueteiros eleitorais nos Estados Unidos. Lá não há surpresa. O sistema funciona, ninguém é lesado. As manifestações da garotada americana são bem claras: watch out Trump, my generation votes next (abra o olho, Trump, minha geração vota em seguida). Mas terão os americanos que esperar quatro anos para voltar à pauta que conduziu Obama por dois mandatos. 


Funciona melhor do que no Brasil, mas ainda assim é um sistema falho, por não ser direto. Fossem os próprios americanos a decidir as leis e jamais o muro seria construído. Vejam que a muralha será erguida ao longo de 3.141 km que envolvem os estados da Califórnia, Arizona, Novo México e Texas, que deram os seguintes votos aos candidatos democrata e republicano:

Califórnia
Dem: 7.362.490 (61,59%)
Rep: 3.916.209 (32,76%)

Arizona
Dem: 936.250 (45,39%)
Rep: 1.021.154 (49,50%)

Novo México
Dem: 380.724 (48,26%)
Rep: 315.875 (40,04%)

Texas
Dem: 3.867.816 (43,44%)
Rep: 4.681.590 (52,58%)

Somados, foram 12 milhões e meio de votos contrários às ideias de Trump, contra menos de dez milhões favoráveis. Se fosse uma democracia direta, como nos Cantões suíços, talvez somente o Texas decidisse pela construção da barreira. E mesmo essa decisão em si, a do muro, poderia ser questionada pela população pois, além de ser ineficaz por não cobrir os 3.141km, a fronteira texana com o México é toda ela natural, o Rio Grande, que terá sua paisagem deformada, descaracterizada. É provável que optassem por um reforço de policiamento fluvial, solução mais barata, mais ecológica e menos humilhante. O muro, sabemos todos, será um dia derrubado com festa, pirotecnia e recordações. Pena.

Hoje temos condições operativas de decidir tudo diretamente por internet. É claro que as próximas gerações vão exigir isso e vão conseguir. O mundo deles é assim, digital e direto.

Mas parece que vão ter que esperar os velhos morrerem.

https://1drv.ms/f/s!AulPeunuSRp1hVVmVm0D4DdlG6_z

Do autor do blog, disponível em amazon.com.br  

Nenhum comentário: